terça-feira, 27 de abril de 2010

Sem palavras.

Mariana,

Você diz “Deixa a Maiana, papai” quando ele te enche de beijos. Também diz “Deixa a menina”, se referindo a você mesma, tal e qual falamos para os cachorros Zeca e com o Squash, quando eles não te deixam em paz. E me chama de Mamãe Patisha ou Mamãezinha Pat. Chama o seu pai de Papaizinho Tabio. Sabe o nome de todos os seus avós, tios e primas.
Ontem, quando estávamos na loja comprando um presente para a Maria, fiel escudeira da vovó Marisa, você olhou a prateleira cheia de ursos de pelúcia e disse “– Óia quanto usso, mamãe!” E depois brincou com as bonecas da loja, apertando a barriguinha de cada uma delas e repetindo aquelas frases de bonecas, “Quero papar”, “Quero passear” e morria de rir da brincadeira. Depois dançou com a musiquinha de outra boneca e foi embora, não sem alguma resistência, mas sem imaginar que ali era uma loja, e que aqueles tantos brinquedos poderiam ser levados para casa, se mamãe sacasse da bolsa seu suado dinheirinho. Santa inocência, que não sei por quanto tempo perdurará.
E voltando aos falatórios, você ontem também disse para o seu vovô Mario “ – Canta ota música vovozinho!”, depois dele repetir à exaustão o Nana Nenê.
E teve outro dia, que me ouviu dizendo para seu pai que estava com dor de cabeça e me perguntou: “- Bateu cabeça, mamãe?”
E tem ainda as palavrinhas que ainda saem erradas, e que são ainda mais deliciosas de ouvir. Macarrão é cacaão, lagartixa é cacatixa e caminhão é piquinhão. E ao invés de dizer pegou você diz pigou, e soa ainda mais lindo, dito assim, meio erradinho.
Você também reconhece os animais e imita alguns de seus sons, conhece as cores primárias e algumas frutas. Ainda adora aviões e aponta a lua admirada dizendo, “óia a lua, mamãe”. E se a noite não tem lua, você, desapontada, pergunta: “Cadê a lua, mamãe? Tá condida?”
E outro dia, no carro, você, respondendo à declaração de amor de seu papai, respondeu para ele “Te amo”. Ele, claro, chorou. Ontem à noite foi minha vez. Disse para você “te amo, filha” e você respondeu sorridente “Te amo”. Te abracei forte e ficamos assim, deitadas as duas, na cama, quietinhas, esperando o sono chegar. Porque o sonho, esse filha, já chegou faz tempo.

16 comentários:

  1. Ah... Pat...(muitos suspiros...) que coisa mais gostosa essa Marianinha heim! E essa fase da fala é a melhor né! Também morro de rir com algumas tiradas de Nina. Aliás, quando a gente se encontrar não sei quem vai falar mais...Já pensou nós quatro juntas! Coitados dos nossos maridos!
    Lindo post, Pat! Mais uma vez você arrasou!
    Beijo, querida!
    Dani

    ResponderExcluir
  2. Ai...
    Lindo, lindo!!


    muitos beijos

    ResponderExcluir
  3. Muito linda sua marianinha. E muito linda sua sensibilidade alerta pra não perder esses momentos.

    ResponderExcluir
  4. que texto lindo.....coisa mais querida, com quantos anos ela está????
    o Gabi tá falando bem assim tb, mas quando posto não tenho esta tua veia artistica de escrever!
    um beijo enorme,

    ResponderExcluir
  5. É fantástico esse momento em que as palavrinhas vão surgindo feito mágica...música para nosso ouvidos.
    A Elisa está exatamente nessa fase, quando vai dormir pede abaço,bejo e calinho...

    ResponderExcluir
  6. Lindo demais...me segurei até o final do texto, mas a última frase me desmanchou!
    Adorei! Parabéns!
    beijos, Re

    ResponderExcluir
  7. nossa, lindo demais.

    siemocionei!

    ResponderExcluir
  8. Ufa! Tô aqui chorando com esse finalzinho do post, que amor!!! Tbm fico sempre abraçada com Melynna que tem 11 meses, mas ela ainda não fala, mas é uma delícia ficar abraçada a ela.
    Esse é sem dúvida um sonho real o qual nunca queremos acordar.
    Bjos e tudo de bom pra vcs!!!

    ResponderExcluir
  9. Dani,
    bem que quando vocês viesse para SP podia rolar um encontro, hein? Imagina Nina e Marianinha se conhecendo? Ia ser incrível!

    Mariana,
    Mariana completa 1 ano e 9 meses no próximo dia 05.

    A todas,
    eu tento não ser piegas, mas, já falei, repito, ser mãe, para mim, é esse mar de emoções e lágrimas. Será que um dia acostumo com tanto amor assim?

    bjss queridas

    ResponderExcluir
  10. Ai, que lindo. Amo demais estas palavrinhas e, mais do que isso, a forma como eles se expressam. É de uma grandeza imensurável, né? Beijos

    ResponderExcluir
  11. Ai, ai... que delícia! Difícil é descrever nossos sentimentos vendo tanta cena maravilhosa, não é? Mas, no futuro, quando ela ler este blog, vai ver que o amor transbordava de cada linha e isso não tem preço!
    Beijos nas duas.

    ResponderExcluir
  12. Oi flor!! Saudadesssssss, quem disse que Léo anda deixando eu comentar nos blogs??? O máximo que eu consigo fazer é postar!! Ele anda morrendo de ciúmes de mim... o notebook é o inimigo número 1 dele... kkkkkk....

    Amiga, meus olhos se encheram de lágrimas aqui com o eu te amo... perfeito!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Ola Patricia! Estava eu atras de informaçoes sobre viagem com criancas... parei no piscardeolhos e na lista dos preferidos dela me chamou atencao o teu blog, inicialmente pelo Mariana,que é o nome da minha filhinha tambem. ;) Aqui, lendo, amei tuas cartas pra tua Mariana, lindas! Parabens e que tua pequena continue cada dia mais cheia de marianices fofas!
    um abraço
    Marcia

    ResponderExcluir
  14. PARABÉNS MAMÃE!!! Que seu dia seja lindo, lindo e lindo!!!

    Beijos no coração...

    ResponderExcluir
  15. Ai Pat, que delícia! Sempre me emociono com seus textos. Parabéns por ontem!

    ResponderExcluir